Cristo: Nossa Vida

Cristo: Nossa Vida

“Cristo: Nossa Vida”

(Colossenses 3:1-4)

Série: O Cristo que Satisfaz Plenamente (Colossenses)

Rev. Todd A. Linn, PhD

Primeira Igreja Batista de Henderson, Henderson

Eu convido vocês a pegarem suas Bíblias e a se juntarem a mim no Livro de Colossenses, capítulo 3 (Pg 793; YV).

Enquanto vocês procuram Colossenses 3, vamos nos certificar de levarmos para casa uma bolsa-presente e convidar um vizinho ou um amigo, ou companheiro de trabalho para o nosso culto especial de Natal no próximo Domingo no Fine Arts Center. Estou ansioso pelo culto de Domingo que vem.

Hoje vamos começar a segunda metade da carta de Paulo à igreja de Colossos. Muitos vão se lembrar que Paulo escreve esta carta de forma que a primeira metade tem informação doutrinária e a segunda parte tem aplicação prática. Capítulos 1-2 informação doutrinária, capítulos 3-4 aplicação prática.

E percebemos que este é o estilo de Paulo escrever em muitas de suas cartas. Doutrina vem antes da prática. Teologia correta deve informar uma vida correta. Ensino adequado precede um viver adequado.

Assim, em Romanos Paulo escreve 11 capítulos sobre a nova vida em Cristo e há toda essa informação doutrinária sobre a nova vida em Cristo que precede a aplicação prática de um estilo de vida em Cristo sendo vivido a partir do capítulo 12 em diante. Então após 11 capítulos de doutrina, Paulo escreve em Romanos 12, “Portanto, ofereçam seus corpos como sacrifício vivo…”

Ele faz o mesmo em Efésios, a primeira metade, capítulos 1-3 sobre informação doutrinária a respeito da nova vida em Cristo, e então tem a segunda metade, capítulos 4-6, sobre a aplicação prática, como a nova vida em Cristo conduz a um novo estilo de vida por Cristo. Assim, ele começa a seção prática no capítulo 4 e ainda com as palavras, “Portanto…andem dignamente conforme o chamado de vocês…”

E Paulo faz o mesmo aqui em Colossenses, capítulos 1-2 cheios de informação doutrinária a respeito do Cristo superior e a nova vida de alguém nEle, e agora os capítulos 3-4 são a aplicação prática a respeito de viver um novo estilo de vida por Ele.

E é por isso que ele começa conforme ele faz no capítulo 3, verso 1, “Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo,” então, versos 5 e seguintes, “Assim, façam morrer” esses pecados e assim por diante.

Você não pode viver uma vida que agrada a Deus sem receber uma nova vida em Cristo. Um novo estilo de vida requer uma nova vida. E Paulo enfatiza nos versos introdutórios do capítulo 3 que o estilo de vida Cristão é um estilo de vida completamente embrulhado em Cristo. Ele na verdade diz no verso 4 que Cristo é a nossa vida, ou mais literalmente, “Cristo nossa vida.” É disso que vamos falar nesta manhã: “Cristo, nossa Vida.”

• Por favor, fiquemos de pé em honra à leitura da Palavra de Deus.

1 Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus.

2 Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas.

3 Pois vocês morreram, e agora a sua vida está escondida com Cristo em Deus.

4 Quando Cristo, que é a sua vida, for manifestado, então vocês também serão manifestados com Ele em glória.

Oremos: “Deus e Pai, nos ajude a saber o que esses quatro versos realmente significam. Espírito Santo nos ensine conforme estudarmos. Nos ensine o que significa ter uma vida completamente consumida por Jesus Cristo para que possamos ser capazes de dizer, ‘Cristo é nossa vida.’ Pedimos isso em nome de Teu Filho Jesus, amem.”

Introdução:

Desde a 10ª ou 11ª série do ensino médio, tive que corrigir minha miopia. Ser míope significa que você tem dificuldade de focar coisas distantes. Então tive que usar lentes corretivas – lentes de contato – de forma a me ajudar a focar e ver claramente coisas mais distantes.

Sempre achei miopia uma parábola muito útil para miopia espiritual. Jesus compara visão física com visão espiritual. Lembra de João 9? Depois de curar o homem cego, os Fariseus estavam arrazoando sobre a cura no sábado e então Jesus diz:

“Disse Jesus: “Eu vim a este mundo para julgamento, a fim de que os cegos vejam e os que vêem se tornem cegos.” Alguns fariseus…perguntaram: “Acaso nós também somos cegos?” Disse Jesus: “Se vocês fossem cegos, não seriam culpados de pecado; mas agora que dizem que podem ver, a culpa de vocês permanece. (João 9:39-41).”

Dessa forma Jesus está dizendo, “Vocês podem enxergar fisicamente, mas vocês não enxergam bem espiritualmente. A visão física de vocês é boa o bastante, mas sua visão espiritual é pobre.”

O Evangelho corrige nossa visão. Às vezes, podemos ver somente o que está perto e perder a realidade das coisas à distância, coisas no futuro, o eterno.

O Evangelho nos ajuda a ver as coisas claramente. O Evangelho restaura o nosso foco. O Evangelho assegura que nossa visão espiritual permaneça aguçada e clara.

O fato de Paulo escrever essa carta aos Colossenses é para ajudar os crentes em Colossos a ver claramente. Os falsos mestres encobriram a visão deles. Os falsos mestres tentaram levar os Colossenses a olhar além de Cristo. Eles tentaram fazer com que os Colossenses tirassem os olhos de Jesus e olhassem em outros lugares para que alcançassem uma vida espiritual mais “profunda.” E Paulo escreve esta carta para que os Cristãos olhem para Cristo. Em certo sentido, Paulo está escrevendo esta carta para corrigir a visão dos Colossenses, para restaurar o foco deles, para ajudá-los – conforme diz o autor de Hebreus 12:2 – a fixar seus olhos em Jesus.

Assim, a passagem desta manhã nos ajuda da mesma forma. Se você é um Cristão, então Deus está falando com você exatamente agora em Sua Palavra. Isso não é maravilhoso?! O que Paulo diz aos Cristãos em Colossos se aplica aos Cristãos de Kentucky. Eis aqui a primeira ação do verso 1:

I. Busque Aquelas Coisas que são Do Alto (1)

Busque, ou procure, corrija sua visão nas coisas que são do alto. Verso 1 novamente diz:

1 Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus.

A palavra “portanto” na gramática significa ser verdadeiro o que foi declarado. Os Cristãos Colossenses tinham, na verdade, sido ressuscitados com Cristo porque também morreram com Cristo – verso 20. Paulo havia enfatizado a união do Cristão com Jesus Cristo, a conectividade do Cristão a Cristo.

Os Cristãos Colossenses haviam morrido com Cristo e, portanto, haviam também ressuscitado com Cristo. “Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus.” Olhe para cima e lembre-se de todas essas bençãos que são suas em Cristo, os privilégios espirituais da vida eterna, alegria eterna, uma herança eterna. A ideia é fixar os olhos para o alto. Busque essas coisas que são do alto. Olhe para cima!

Nós temos um cachorro que busca essas coisas que são do alto. Quando eu dou para ele um petisco tirado da despensa, você nunca viu um animal com o olhar tão fixo nas coisas que são de cima! Seu foco é inabalável. Ele não vai tirar os olhos do prêmio até que o tenha consumido por completo. Essa é a ideia. Paulo está dizendo, “Olhe para cima.” Fixe seus olhos nas coisas que são do alto. Mantenha-se constantemente focado em sua recompensa.

Por que Paulo diz isso aqui? Por que ele parece de repente dizer, “Busque essas coisas que são do alto?” Bem, o contexto nos mostra que Paulo está nos ensinando como viver uma vida que honra a Deus. A maioria de nós está aqui nesta manhã porque queremos viver uma vida que agrada a Deus. Queremos evitar o pecado e andar em santidade.

Paulo ensina aqui que não podemos caminhar em santidade por pura determinação. Os falsos mestres ofereceram apenas legalismo e moralismo. Eles deram essas regras no fim do capítulo 2, verso 21, “Não toque, não prove, não mexa.” E Paulo conclui o capítulo 2 dizendo no verso 23, “Essas (regras religiosas) têm, de fato, aparência de sabedoria, com sua pretensa religiosidade, falsa humildade e severidade com o corpo,” – e essa é a chave aqui; a última parte do verso 23 – “mas não têm valor algum para refrear os impulsos da carne.”

Regras religiosas de “faça isso e não faça aquilo” não tem poder sobre a carne, sobre nossas tendências pecaminosas. Em outras palavras, regras legalistas e moralistas não tem poder para manter alguém afastado do pecado. Regras religiosas não tem poder para transformar o coração de uma pessoa. Força pura de disciplina não é o suficiente para viver uma vida que agrada a Deus. Um viver santo requer uma nova vida em Cristo. Um viver santo requer que uma pessoa seja sepultada com Cristo e seja ressuscitada com Cristo.

Você já tentou vencer o pecado por força de pura determinação? Você não chega muito longe. E este fato se aplica não apenas a nossa tentativa de vencer o pecado antes de nos tornarmos Cristãos, mas também se aplica a nossa tentativa de vencer o pecado depois de nos tornarmos Cristãos.

Muitos Cristãos estão por aí tentando vencer o pecado por força de pura determinação e disciplina. “Não toque, não prove, não mexa.” Apenas disciplina não torna alguém santo.

O que devemos fazer é nos lembrar que Cristo está em nós e nós nEle – e é muito importante fazer isso frequentemente, permanecer buscando as coisas do alto, e quando você faz isso – você é capaz de viver a vida que Deus te chamou a viver.

Assim a força motriz para viver essa nova vida em Cristo, a chave para andar em santidade e crescer em santidade é “Buscar as coisas que são do alto.”

E não é apenas uma procura, mas um desejo. Essa ideia de desejar está no verso 2 onde Paulo coloca a ação de outra forma. Ele diz, número dois:

II. Coloque Sua Mente nas Coisas do Alto (2-4)

Olhe novamente o verso 2:

2 Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas.

O fato do Cristão colocar sua mente nas coisas do alto traz a ideia de alguém colocar suas afeições e desejos nas coisas de Cristo, algo como “ser totalmente embrulhado” nas coisas do Senhor.

John MacArthur, “Assim como a bússola aponta para o norte, (então) a disposição completa do crente deve apontar em direção às coisas do céu.”

Esse apontar para cima requer ação contínua. O imperativo, “Mantenham o pensamento nas coisas do alto,” é uma frase verbal no tempo presente e voz ativa. É até melhor traduzido por, “Manter pensando sobre.”

É muito fácil “as coisas terrenas” roubarem nosso olhar. É muito fácil as coisas temporais que não vão durar, nos roubarem a alegria de estarmos em Cristo.

Quando você sofre, é difícil enxergar além do seu sofrimento. Quando você de repente é diagnosticado com um problema de saúde é fácil perder o foco. Quando sua família passa por algum tipo de provação, nossa bússola espiritual pode, de repente, apontar para o sul se não colocarmos nossa mente “nas coisas do alto,” mas “nas coisas terrenas,” certo?

Assim, Paulo nos dá esse imperativo para ajudar o nosso foco espiritual. Conforme ele escreve para a igreja em Corinto em 2 Coríntios 4 onde ele encoraja os Cristãos a não desfalecer em seus corações. A respeito do sofrimento deles, Paulo escreve:

17 pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles. 

18 Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno.

Coloque sua mente nas coisas do alto, mantenha-se pensando nas coisas do alto.

3 Pois vocês morreram, e agora a sua vida está escondida com Cristo em Deus.

Percebe a conexão entre os versos 2 e 3? Verso 2, “Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas,” porque – verso 3 – “Pois vocês morreram,” vocês morreram para esta vida.

Se você morreu para esta vida, então as coisas desta vida não são tão atraentes como antes. Você morreu para sua velha vida, assim, as coisas que antes você valorizava, agora não tem o mesmo peso ou valor.

O Evangelho muda a maneira de enxergamos as coisas temporais. O Evangelho muda o modo de valorizarmos o nosso tempo. Ou pelo menos deveria. A maneira que você escolhe gastar seu tempo a cada dia importa? A resposta é sim se você pensa na eternidade e vive para a eternidade.

O quanto as horas gastas em frente a uma tela importam para a eternidade? Horas sem fim jogando games, assistindo a um filme, navegando na internet, importam bem pouco no contexto da eternidade. Coloque sua mente nas coisas do alto, não nas coisas terrenas.

O Evangelho muda a maneira de ver nossos empregos ou nossas carreiras. Você tem seu emprego ou carreira não como um fim para obter dinheiro ou significado, mas como um meio de compartilhar o Evangelho? Você considera seu emprego – qualquer que seja ele, açougueiro, padeiro, fabricante de castiçal – não importa qual é o seu trabalho, você o considera, primeiramente, como uma plataforma na qual você pode falar de Jesus? Você é “sal e luz” em seu local de trabalho? Coloque sua mente nas coisas do alto, não nas coisas terrenas.

O Evangelho muda a maneira de enxergarmos o nosso dinheiro. Você reserva seu dinheiro, poupa para prazeres terrenos, temporais e egoístas. Ou você dá livremente seu dinheiro para causas do Evangelho eterno? Digo, isso é algo para se pensar, não é verdade?! Os únicos investimentos que vão durar para sempre são aqueles investidos no reino.

Você morreu para esta vida de forma que as coisas desta vida não são tão atraentes como antes.

Você morreu para os velhos prazeres de forma que você não é mais atraído aos velhos prazeres como uma pessoa morta é atraída. Isso é verdade? Eu suspeito que muitos de nós diriam, “Eu ainda sou atraído para as coisas velhas.” Bem, você é se você permitir a si próprio ser.

Mas você na verdade morreu para os velhos prazeres, eles não tem domínio sobre você – a menos que! – a menos que você permita a si próprio passear por essas velhas coisas novamente, nesse caso você os encontrará ainda apelando para seu velho eu. É por isso que você tem que morrer continuamente para essas coisas, continuamente colocando sua mente nas coisas do alto. É uma procura e um desejo pelas coisas do alto. Mantenha-se pensando nas coisas celestiais como um motivador para a santidade pessoal.

Nós vamos estudar mais sobre isso nas semanas seguintes, mas digo a vocês que essa é a chave para o viver Cristão. Essa é a resposta para muitas de nossas perguntas. Nós queremos saber como viver a vida Cristã de um modo que traga glória a Deus e satisfaça nossos desejos mais profundos e Paulo diz que tudo isso começa exatamente aqui,  exatamente aqui ao se buscar as coisas que são do alto e ao colocar nossas mentes nas coisas do alto e não nas coisas terrenas.

Se fizermos isso, se buscarmos as coisas que são do alto e se colocarmos nossas mentes nas coisas do alto, então vamos encontrar três causas para nos alegrarmos. Primeiramente, podemos nos alegrar em nossa segurança em Cristo.

A) Alegre-se em Sua Segurança em Cristo (3)

Paulo diz no verso 3, “sua vida está escondida com Cristo em Deus.”

Novamente aqui está uma referência a união do Cristão a Cristo. Se nos arrependemos de nossos pecados, nós rompemos com o mundo, e nos voltamos pela graça, mediante a fé em Jesus Cristo como Senhor e Salvador e então nossas vidas estão “escondidas com Cristo em Deus.”

Essa é uma tremenda declaração que enfatiza a eterna segurança do Cristão baseada somente na justificação de Deus, declarando o Cristão “sem culpa” de todo pecado.

É muito parecido com o que Paulo ensina em Romanos 6 ou Gálatas 2:20 onde Paulo escreve: “Eu fui crucificado com Cristo; não sou mais eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo pela fé no Filho de Deus que me amou e Se entregou por mim.”

A segurança da salvação de nossas almas não é baseada em nossa performance, mas baseada somente na performance de Cristo em nosso lugar. Encontramos aceitação diante de Deus o Pai, não baseada em nossa justiça, mas baseada na justiça de Cristo. Nossas vidas estão “escondidas com Cristo em Deus.”

Alegre-se em sua segurança em Cristo. Em segundo lugar:

B) Alegre-se em Sua Identidade em Cristo (4a)

Verso 4:

4 Quando Cristo, que é a sua vida, for manifestado, então vocês também serão manifestados com Ele em glória.

Perceba mais uma vez a primeira parte do verso 4: “Quando Cristo, que é a sua vida,” Cristo é nossa vida, literalmente falando: “Cristo, nossa vida.”

Ser um Cristão significa que “Cristo é nossa vida.” Não há outro jeito de definir Cristianismo em termos práticos. Ele é nossa vida e encontramos nossa identidade nEle – ou pelo menos deveríamos! Nossa identidade está ligada a Cristo.

Quem é Adele? Alguns diriam que ela é uma das cantoras mais populares de hoje. Quem é Cristiano Ronaldo? Vocês poderiam dizer que é o jogador de futebol mais talentoso do mundo. Quem é Mohammed Ali? Bem, vocês diriam que é o maior lutador de boxe de todos os tempos. Mas se vocês identificaram Adele como uma cantora, Ronaldo como um jogador de futebol e Ali como um boxer, vocês estão totalmente enganados. Vocês estão enganados porque vocês não me disseram quem eles são, mas o que eles fazem.

Não se defina pelo que você faz. Não coloque sua identidade em seu emprego ou em sua performance – seu sucesso ou suas falhas. Lembre-se quem você é em Cristo. Você está “escondido com Cristo em Deus” e “Cristo é a sua vida!”

Muitos de vocês podem ser libertados hoje ao se lembrarem de situar sua identidade, não no que você faz ou já fez, mas em Cristo Jesus, em sua união com Ele! Você é um Cristão, você está em Cristo. Situe seu senso de propósito e significado nEle!

Não deixe que Satanás te diga que você é um fracassado, ou um estorvo, ou ninguém. Você está em Cristo.

E, igualmente importante, não deixe Satanás te tentar a encontrar sua identidade em seu sucesso, em seu emprego, em sua educação, em seus smartphones. Situe seu senso de propósito em Cristo. Cristo, sua vida.

Alegre-se em sua segurança em Cristo, alegre-se em sua identidade em Cristo, e terceiro: 

C) Alegre-se em Sua Eternidade em Cristo (4b)

Verso 4 novamente:

4 Quando Cristo, que é a sua vida, for manifestado, então vocês também serão manifestados com Ele em glória.

“Quando Cristo for manifestado” é uma referência a Sua segunda vinda. Ele veio a primeira vez como um bebê numa manjedoura. Ele veio em carne para viver por nós e morrer por nós. Ele veio uma vez e vai voltar. Um dia Ele vai aparecer de repente nos céus. Ele está voltando. Ele bem que poderia voltar hoje. Ninguém sabe o dia ou a hora de Sua volta. Mas Ele ESTÁ voltando.

Quando Cristo que é a nossa vida aparecer, Paulo diz, “então vocês também aparecerão com Ele na glória.”

Quando Cristo voltar, os Cristãos serão apanhados no ar para encontrá-LO, Lhe dar as boas-vindas ao Seu lugar de direito no trono, governando sobre toda a criação.

E nós vamos compartilhar do Seu reinado para sempre.

A Tradução Nova Vida coloca o verso 4 da seguinte maneira: “Quando Cristo, que é a nossa vida, é revelado para todo o mundo, vocês vão compartilhar em toda Sua glória.”

O objetivo de Paulo é encorajar os Cristãos. Não viva para coisas temporárias e não seja distraído por noções de sucesso ou fracasso terrenos. Viva com o olhar em direção à eternidade. Olhe para cima! Olhe para cima! Ele está voltando e quando Ele aparecer, você aparecerá com Ele.

Como a chamada do elenco de um filme: “Agora apresentando – Jesus Cristo! E apresentando também com Ele – Todd Linn, John Smith, Jane Doe e todos os outros Cristãos, cada pessoa cuja vida está “escondida com Cristo em Deus.”

• Fiquemos de pé para orarmos.