Você não pode parar o Evangelho!

Você não pode parar o Evangelho!

“Você não pode parar o Evangelho!”

(Atos 28:17-31)

Série: A Igreja em Chamas

Rev.Todd A. Linn, PhD

Primeira Igreja Batista de Henderson, KY

(03-08-2008) (Manhã)

 

. Peguem a Palavra de Deus e abram em Atos, capítulo 28

 

Nós estamos no último capítulo do livro de Atos. Tem sido uma satisfação estudar esse livro, versículo por versículo, e eis nós aqui na última metade do capítulo 28. Nosso texto esta manhã vai do versículo 17 até o final do capítulo. Um breve lembrete: O Apóstolo Paulo foi levado prisioneiro de volta para Cesaréia, tendo sido acusado de crimes que ele não cometeu. Ele apelou para César e então literalmente embarcou para Roma para se apresentar à corte lá. Depois de passar por uma tempestade e um naufrágio, ele finalmente chega à Roma e é colocado em uma espécie de “prisão domiciliar”, acorrentado a um soldado Romano enquanto ele aguarda sua convocação.

 

Nós retomamos aqui a história, sabendo do que aconteceu imediatamente após Paulo chegar em Roma. E não nos causa surpresa descobrir que Paulo não perde tempo no trabalho, compartilhando o Evangelho lá em Roma. Ele chama os líderes judeus das sinagogas locais para vir ter com ele, com correntes presas ao seu corpo; ele compartilha com eles a mensagem do Evangelho, as boas novas do Senhor Jesus Cristo. Vamos estudar isso juntos em Atos 28, começando no versículo 17:

. Fiquem de pé em honra à leitura da Palavra de Deus.

 

17 E aconteceu que, três dias depois, Paulo convocou os principais dos judeus e, juntos eles, lhes disse: Homens irmãos, não havendo eu feito nada contra o povo, ou contra os ritos paternos, vim contudo preso desde Jerusalém, entregue nas mãos dos romanos;

18 Os quais, havendo-me examinado, queriam soltar-me, por não haver em mim crime algum de morte.

19 Mas, opondo-se os judeus, foi-me forçoso apelar para César, não tendo, contudo, de que acusar a minha nação.

20 Por esta causa vos chamei, para vos ver e falar; porque pela esperança de Israel estou com esta cadeia.

. Orar.

 

Introdução:

 

Enquanto eu estava estudando esse texto semana passada, eu estava procurando um tema mais importante que esteja presente ao longo de todos os versículos e eu sempre voltava a esse tema “você não pode parar o Evangelho”. Era isso que parecia vir repetidas vezes e eu estava lendo esses versículos: não importando o que aconteça, o que quer que seja, Deus fará com que o Evangelho avance, ele vai continuar, ele vai seguir adiante. O próprio final do livro, o último versículo comunica essa verdade: o versículo 31 nos diz que Paulo está ensinando as coisas do Senhor Jesus Cristo… “sem impedimento algum”. Você não pode parar o Evangelho.

 

A história nos conta que pessoas tentaram parar o Evangelho. Neste livro, Evidência que requer um veredicto, Josh McDowell conta como alguns homens tentaram parar o avanço do Evangelho. Em 300 d.C, o imperador romano Diocleciano, ordenou que todas as Bíblias fossem queimadas. Ele pensou que destruindo as Escrituras, ele poderia destruir o Cristianismo. Qualquer que fosse pego com uma Bíblia seria executado. Mas você não pode deter o Evangelho. Apenas 25 anos depois do edito de Diocleciano, um novo imperador romano chamado Constantino se tornou um crente e ordenou que fossem feitas às custas do governo 50 cópias perfeitas da Bíblia. Você não pode parar o Evangelho.

 

E há a história do filosofo francês Voltaire. Voltaire fez o possível para destruir o Cristianismo reclamando e escrevendo contra ele durante os dias do então chamado Iluminismo do século 18. Voltaire se gabou dizendo que dentro de 100 anos depois da sua morte, a Bíblia iria desaparecer da face da terra. Bem, o que aconteceu? Voltaire morreu em 1728 e a Bíblia continua viva. E a maravilhosa ironia dessa história é que, 50 anos depois da morte de Voltaire, a Sociedade Bíblica de Genebra se mudou para antiga casa dele e usou as suas máquinas de impressão para imprimir…milhares de Bíblias! Você não pode parar o Evangelho.

 

Deus vai fazer com que Sua palavra avance. Deus vai fazer com que o Evangelho prossiga. Deus vai fazer com que a maravilhosa história de Jesus Cristo continue porque o governo e reinado de Cristo continuam. Há algumas ações que devemos realizar em resposta ao nosso estudo. Deixe-me falar com vocês sobre como nós devemos responder ao inexorável avanço do Evangelho. Deixe-me dizer a vocês três ações a serem realizadas à luz do fato de que nada vai parar o governo e reinado do Senhor Jesus Cristo.

 

I. Nós precisamos deixar Cristo Reinar em nossas Tribulações (17-22)

 

O que eu quero dizer com isso é o seguinte: Deus está realizando Seu perfeito plano de levar o Evangelho até os confins da terra e Deus faz isso através da igreja, não uma construção, mas um corpo. Deus faz o Evangelho avançar através do Seu povo, pessoas como o Apóstolo Paulo. Embora Paulo tenha enfrentado várias tribulações, ele sabia que Deus estava levando o Evangelho adiante e que o Senhor Jesus Cristo estava no trono em cada um desses casos. Ele confiou que nosso soberano e providencial Senhor estava governando e reinando mesmo nos momentos mais difíceis. Ele fala de alguns desses momentos de prova em 2 Coríntios 11. Ele escreve sobre ter apanhado com varas em cinco ocasiões diferentes, como as pessoas tentaram apedrejá-lo até a morte, de ter naufragado três vezes, de ter tido fome e sede, ter passado frio e nudez (2 Coríntios 11:24-48) e mesmo assim, Paulo sabia que Deus era soberano e que Ele estava trabalhando no meio das suas tribulações.

 

Eu pensei nisso enquanto eu estava revendo os primeiros versículos do nosso texto desta manhã, versículos 17-22. A Bíblia diz que Paulo convoca esses líderes judeus locais das sinagogas de Roma para vir ter com ele, e eles vêm e então ele conta a eles um breve resumo do que tem acontecido. Ele diz no versículo 17: “não havendo eu feito nada contra o povo, ou contra os ritos paternos, vim contudo preso desde Jerusalém, entregue nas mãos dos romanos”.

 

Daí ele fala no versículo 18 que os romanos o examinaram e queriam deixá-lo partir, porque não havia motivo para matá-lo.  Versículo 19: “opondo-se os judeus, foi-me forçoso apelar para César”. Paulo está contando aos judeus lá em Roma os fatos que nós temos estudado nas últimas semanas.  No versículo 20 Paulo diz: “porque pela esperança de Israel estou com esta cadeia”. E eu imagino que a esta altura, Paulo levanta suas correntes ao dizer isso. “É por causa da esperança de Israel que eu estou algemado assim”.

 

A “esperança de Israel” era algo com que todo judeu poderia se identificar. A esperança de Israel era a promessa do Messias que viria. De certa maneira, Paulo está dizendo para os judeus: “Quer vocês aceitem ou rejeitem a mensagem que eu vou pregar a vocês, vocês precisam entender que eu estou acorrentado por causa da crença que vocês também têm, a qual o Antigo Testamento ensina, a crença de que um redentor prometido virá para nos salvar”.

 

21 Então eles lhe disseram: Nós não recebemos acerca de ti carta alguma da Judéia, nem veio aqui algum dos irmãos, que nos anunciasse ou dissesse de ti mal algum.

22 No entanto bem quiséramos ouvir de ti o que sentes; porque, quanto a esta seita, notório nos é que em toda a parte se fala contra ela.

 

Os judeus lá em Roma contam a Paulo que eles não tinham ouvido muito sobre sua tribulação, mas eles dizem que eles estavam ouvindo acerca dessa nova coisa chamada Cristianismo e eles estavam curiosos para saber o que era exatamente. Eles queriam ouvir mais sobre essa fé que eles se referem negativamente como sendo uma “seita”, a palavra grega original “Hairessis” é a palavra a partir da qual nós formamos “heresia”. Eles acrescentam na última parte do versículo 22 que eles: “eles sabem que em toda parte se fala contra ela”.

 

Quando eu estava estudando semana passada, me chamou atenção o fato de que Paulo continua enfrentando essas tribulações enquanto ele compartilha o Evangelho, mas isso nunca o esmoreceu. Ele parece nunca estar cansado de contar a história. Ou seja, ele faz um lindo e breve resumo aqui sobre como ele apela a César e como ele está ali agora e ele não perde tempo em convocar os líderes judeus para vir ouvi-lo compartilhar sobre a “Esperança de Israel”. A Bíblia diz no versículo 17 que ele volta ao trabalho depois de apenas 3 dias. Isso depois de meses no mar, uma tempestade e um naufrágio, e uma viagem de 200 km a pé! Quantos de nós teria chegado a Roma e entrado em colapso por duas semanas?! Quantos de nós não teriam se demitido crendo que essa coisa não estava funcionando como deveria? Paulo chega a Roma e eles o acorrentam a um guarda e leva apenas 72 horas para ele se reorganizar e preparar um lugar para um estudo Bíblico doméstico.

 

Você pode viver assim quando você deixa Cristo reinar em suas tribulações. Isto é, confie que Deus é soberano e que Ele está trabalhando em sua vida de acordo com Seu perfeito plano. Tribulações vêm com o território. As coisas nem sempre vão ser tranqüilas, mas Deus está com você sempre e Cristo está governando e reinando até mesmo nos dias difíceis. Falando do Senhor Jesus Cristo, o profeta Isaías diz em Isaías 9:6 que “o governo está sobre Seus ombros”. Isso é um lembrete de que Deus está guiando todas as coisas, até mesmo os líderes do mundo, para trabalharem de acordo com Seu perfeito plano. Deixe Cristo reinar em suas tribulações. Segundo:

 

II. Nós precisamos deixar Cristo reinar em nossos Corações (23-29)

 

Tem sido dito com freqüência que Cristianismo não é tanto uma religião como é na verdade o que? – um relacionamento. Jesus Cristo quer reinar não apenas em nossas cabeças, mas em nossos corações. Paulo vai pregar a mensagem do Evangelho aos judeus. Vamos ouvi-lo pregar. Ele arruma um lugar para o estudo Bíblico e daí vêm os judeus certo dia para ouvir.

 

23 E, havendo-lhe eles assinalado um dia, muitos foram ter com ele à pousada, aos quais declarava com bom testemunho o reino de Deus, e procurava persuadi-los à fé em Jesus, tanto pela lei de Moisés como pelos profetas, desde a manhã até à tarde.

 

Paulo pregou sobre o Senhor Jesus Cristo “tanto pela Lei de Moisés como pelos profetas”. Essa é uma maneira de dizer: “Paulo usou todo o Antigo Testamento para mostrar a eles como ele aponta para Jesus Cristo”. É um pouco parecido com o que nós lemos no final do Evangelho de Lucas em Lucas 24. Dois homens estavam a caminho da cidade de Emaús e estavam tristes porque Jesus tinha sido crucificado. Eles dizem: Nós esperávamos que seria Ele quem traria redenção a Israel”. Isto é: “Nós achávamos que Ele fosse a esperança de Israel”. Vocês lembram a história? A Bíblia diz que Jesus Cristo apareceu a eles e “começando com Moisés e os Profetas, explicou-lhes o que constava a respeito dele em toda as Escrituras”.

 

É isso que Paulo está fazendo aqui. Ele está pregando a eles a Bíblia de capa a capa. Nós não sabemos especificamente quais passagens do Antigo Testamento Paulo usou, mas com certeza ele mencionou Isaías 53. Se você ainda não leu Isaías 53 ultimamente, leia esta tarde. Um ex-professor do Seminário do Sul chama Isaías 53 de “O Monte Everest da Profecia do Antigo Testamento (Kyle Yates)”. Isaías 53 é escrito mais de 700 anos antes de Cristo e ainda assim você o lê, e lê sobre um Messias que virá, o qual foi ferido por “nossas transgressões” um Servo sofredor que levou “a iniqüidade de todos nós”. Por essa razão um estudioso (F. Delitzsch) diz que Isaías 53 “parece ter sido escrito debaixo da cruz no Gólgota”. Paulo prega sua mensagem aos judeus.

 

E ele não apenas está pregando de capa a capa, mas está pregando do nascer ao pôr-do-sol. O versículo 23 diz que ele pregou “desde a manhã até a tarde”. Que estudo bíblico incrível deve ter sido! O interesse desses judeus nos deixa um pouco envergonhados, não é? Quantos de nós tem essa fome pela verdade? Imagine se eu dissesse: “O.K., nós vamos parar aqui uns cinco minutos para comermos uns sanduíches no saguão de confraternização, e depois nós voltamos para cá para seis horas ou mais, e depois teremos um pouco de frango frito e torta de maçã e voltamos para o santuário até àss nove! Qual é a resposta dos ouvintes de Paulo? Paulo recebe o mesmo tipo de resposta que você e eu recebemos quando compartilhamos o Evangelho:

 

24 E alguns criam no que se dizia; mas outros não criam.

25 E, como ficaram entre si discordes, despediram-se, dizendo Paulo esta palavra: Bem falou o Espírito Santo a nossos pais pelo profeta Isaías,

26 Dizendo: Vai a este povo, e dize: De ouvido ouvireis, e de maneira nenhuma entendereis; E, vendo vereis, e de maneira nenhuma percebereis.

27 Porquanto o coração deste povo está endurecido, E com os ouvidos ouviram pesadamente, E fecharam os olhos, Para que nunca com os olhos vejam, Nem com os ouvidos ouçam, Nem do coração entendam, E se convertam, E eu os cure.

28 Seja-vos, pois, notório que esta salvação de Deus é enviada aos gentios, e eles a ouvirão.

 

Quando Paulo menciona os gentios, a maioria dos judeus fica muito perturbada. Paulo pensa: “Vocês não vão ouvir, então eu vou pregar aos gentios que ouvirão, gentios como esse guarda romano acorrentado a mim!” O guarda pensa: “Eu tenho que te ouvir!” Segurando as correntes que os une ele diz: “Não tem muita escolha aqui! Nem todas as traduções têm o versículo 29 porque não está nos manuscritos gregos mais antigos, mas é verdade mesmo assim. È apenas uma reformulação do que Lucas escreveu anteriormente:

 

29 E, havendo ele dito estas palavras, partiram os judeus, tendo entre si grande contenda.

 

Vejam novamente o que Paulo diz aos judeus que não criam. Nos versículos 26-27 Paulo cita o Profeta Isaías do Antigo Testamento. Ele diz: “E com os ouvidos ouviram pesadamente, e fecharam os olhos, para que nunca com os olhos vejam, nem com os ouvidos ouçam, nem do coração entendam, e se convertam, e eu os cure”.

 

Alguns meses atrás eu embarquei em um avião em Menfis e assisti quando a aeromoça da Companhia Aérea Noroeste dava suas instruções de segurança. Se você já voou, então você já sabe alguma coisa a respeito. Ela fica lá na frente do avião e diz coisas do tipo: “Um momento, por favor, assegure-se de que seus cintos estão afivelados e presos na sua cintura. Para colocar o cinto, encaixe a parte de metal na fivela. Puxe a fivela de metal para soltar”. E ela te fala onde ficam as saídas e como seu assento pode ser usado como um dispositivo para flutuar e tudo mais. Mas o que é mais engraçado de tudo isso é que enquanto ela está falando, ninguém está ouvindo! As pessoas estão lendo revistas, livros, papéis. Alguns estão mandando escondido alguns e-mails em seus celulares. Outros estão conversando. Eu tenho certeza de que eles ouviram o barulho da aeromoça falando. Tenho certeza de que eles a viram de uma maneira periférica, mas eles não estavam realmente ouvindo e eles não estavam vendo realmente.

 

Paulo diz que é assim que algumas pessoas tratam a pregação do Evangelho. Ele diz: “Com ouvidos ouvirão, e não compreenderão; e com os olhos verão e não perceberão”. E qual pregador não se sentiu, às vezes, como a aeromoça da Companhia Aérea Noroeste? Ele fica de pé para dar as instruções de segurança da Palavra de Deus para um povo sem compromisso, que ouve, mas não entende, vê e não percebe.

 

Então, I. Howard Marshall escreve que os judeus para quem Paulo estava pregando “tornaram seus ouvidos impenetráveis à Palavra de Deus; eles se permitiram tornar-se surdos e cegos”. Então, Marshall acrescenta: “Uma vez que a pessoa deliberadamente recusa a Palavra, chega um ponto em que ela é desprovida da capacidade de recebê-la. É uma séria advertência para aqueles que brincam com o Evangelho”.

 

Nós precisamos deixar Cristo reinar em nossos corações. Esse é o cerne do Livro de Atos. A igreja leva a mensagem salvadora do Evangelho de Jerusalém para Judéia e Samaria, até os confins da terra. Esta é a mensagem que você e eu precisamos receber: Jesus Cristo morreu na cruz para receber o castigo pelos nossos pecados. Nós merecíamos, mas Ele tomou para si, para que nós possamos ser salvos pela graça através da fé nEle. Nós precisamos receber Jesus Cristo em nossas vidas. Sim, senhora, senhorita, jovem rapaz, você precisa receber Jesus Cristo como Senhor e Salvador.

 

III. Nós precisamos deixar Cristo reinar em nossos Lares (30-31)

 

30 E Paulo ficou dois anos inteiros na sua própria habitação que alugara, e recebia todos quantos vinham vê-lo;

31 Pregando o reino de Deus, e ensinando com toda a liberdade as coisas pertencentes ao Senhor Jesus Cristo, sem impedimento algum.

 

Paulo deixou Cristo reinar em seu lar! Lucas escreve que Paulo morou por 2 anos lá em Roma. Ele morou 2 anos em sua própria casa alugada, recebendo todos que vinham vê-lo, fazendo o que? “Pregando o reino de Deus, e ensinando com toda a liberdade as coisas pertencentes ao Senhor Jesus Cristo, sem impedimento algum”. Ele deixou Cristo reinar em seu lar e através dele.

 

Nós também devemos deixar Cristo reinar em nossos lares. As pessoas que vêm até nós precisam reconhecer que nosso lar é plenamente cristão. As coisas sobre as quais falamos, como nós vivemos, como cuidamos dos nossos negócios, tudo conta para os outros que Jesus Cristo é o aspecto mais importante de nossas vidas. Nós compartilhamos nossa fé com os outros (Por falar nisso, o Treinamento de Evangelismo começa novamente no mês que vem!) Nós precisamos deixar Cristo reinar em nossos lares.

 

É meio estranho que o livro termine tão abruptamente, não é? Nós nunca ficamos sabendo o que acontece com Paulo. Simplesmente termina com ele em prisão domiciliar, aguardando seu julgamento. Por essa razão, muitos estudiosos têm especulado a respeito do que deve ter acontecido.

 

Eu gosto desses DVDs que hoje se alugam. Você assiste ao filme e depois você pode voltar para o menu do DVD e escolher finais diferentes. Bem, não há final alternativo aqui no livro de Atos. Ele simplesmente termina com Paulo em prisão domiciliar por alguns anos. A maior parte dos estudiosos acredita que Paulo mais tarde é solto e continua seu trabalho missionário e então é preso novamente em Roma alguns anos mais tarde, mas nós não sabemos.

 

Eu gosto do jeito que o livro acaba – porque na verdade ele não acaba. As últimas quatro palavras (em português são apenas três – NT) no texto são uma tradução de uma palavra no grego, um advérbio que talvez seja melhor traduzido como “desimpedidamente”. Nada pode impedir o Evangelho. Nada pode parar o Evangelho!

. Fiquem de pé para oração.

 

NT – nota da tradutora